sábado, 4 de janeiro de 2020

DRAMA REPETIDO: Lama e atoleiros na Transamazônica


Nos trechos entre Uruará e Itaituba, inúmeros atoleiros atrasam a viagem de milhares de pessoas. São dias na estrada esperando o tempo abrir ou uma máquina pesada aparecer e  conseguir tirar veículos que ficam atravessados na pista, como caminhões e ônibus. 

“Tivemos que usar o desvio para chegar de Santarém para Altamira, apesar de liso, o desvio tem menos atoleiros e carros passando por lá, conseguimos vencer os piores trechos que estão entre Ruropolis e Uruará” disse Suane Aguiar, moradora de Altamira

Motoristas também relatam que trechos como de Uruará a Placas, tem veículos parados a dias, por conta dos atoleiros. Nas redes sociais sobram reclamações e pedidos de ajuda as autoridades.

O DNIT já informou que deve iniciar serviços de reparos nos trechos mais críticos, e que após o período chuvoso deve dar continuidade às obras nos trechos citados.

Por: Felype Adms | Xingu230

Nenhum comentário:

Postar um comentário