quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Famílias de Altamira atingidas por Belo Monte lutam para serem reconhecidas


------
Siga-nos: www.facebook.com/Brasilnovoemfoco
------
Na manhã desta terça-feira, 21 de janeiro, moradores do bairro Independente I, em Altamira, no sudeste do Pará, realizaram uma manifestação em frente à sede do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Defensoria Pública da União e na Prefeitura de Altamira reivindicando o reconhecimento de 370 famílias afetadas pela barragem da usina hidrelétrica de Belo Monte.

As famílias, que se reconhecem atingidas pela instalação da hidrelétrica de Belo Monte, pedem aos órgãos que exija da Norte Energia, empresa responsável pela usina, o início imediato de remoção e reassentamento, ou indenização das famílias.

Belo Monte, é a maior hidrelétrica genuinamente brasileira em capacidade instalada, com 11.233 MW, já causou a remoção de mais de 40 mil pessoas na cidade de Altamira. Com o frenesi da construção da barragem, em menos de três anos a população da cidade saltou de 99 mil para mais de 150 mil pessoas, na estimativa da prefeitura. A maioria dos atingidos vivia em casas de palafitas no entorno da orla do rio Xingu e dos igarapés que cortam a cidade.

Os manifestantes esperam uma resposta concreta dos órgãos responsáveis.

Fonte: Portal Roma News

Fotos: Redes Sociais
Publicado por: @Brasilnovoemfoco

Nenhum comentário:

Postar um comentário