quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Xinguara: Três policiais civis são afastados por extorsão



A Justiça acolheu o pedido do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) e afastou três policiais civis da Delegacia de Xinguara, no sudeste do Pará. Eles são acusados de cobrança ilegal de fiança dentro do prédio da delegacia.

Os denunciados pelo MP são os policiais Edson Campos Pojo, Silvio André Pereira Dourado e Henry Pedro Lorenz Neto. Segundo o MPPA, eles tiveram a ajuda de Marcones Vieira de Sena, gerente de uma transportadora local, também denunciado.

O caso ocorreu em 2017. A vítima é Jardeson de Lima Morais, que relatou ter sido obrigada a pagar R$ 3 mil para ser liberada da delegacia. Na época, Jardeson foi acusado de ter comprado um celular supostamente roubado.

O MPPA requereu na justiça medidas cautelares a fim de resguardar o andamento do processo. O juiz da Vara Criminal de Xinguara recebeu a denúncia, deferindo completamente as medidas pleiteadas, afastando os denunciados dos cargos, proibindo qualquer aproximação das vítimas e testemunhas e suspendendo seus portes de arma.

Ao receber as informações, o Ministério Público, por meio do promotor de Justiça Alexandre Moura Costa, instaurou procedimento para investigar os fatos. As investigações, destaca o MPPA, constataram a prática de delitos de extorsão e corrupção passiva por parte dos acusados.

Durante as investigações o Ministério Público requisitou documentos, colheu depoimentos de vítimas, testemunhas e procedeu com reconhecimento de pessoas. As diligências permitiram delimitar a autoria e materialidade do delito, suficientes para propositura de denúncia e pedido de medidas cautelares em desfavor dos acusados.

A denúncia foi assinada pelos promotores Alexandre Moura, André Cavalcante, Leonardo Caldas e Luiz Souza requerendo também as medidas cautelares. O portal não conseguiu contato com os acusados para falarem cobre o caso.

(Tina Santos – com informações do MPPA

Nenhum comentário:

Postar um comentário